Texto, contexto e regionalismo

Oi filha!

Ainda dentro da habilidade de compreender de verdade um texto, temos que prestar muita atenção no sentido das palavras, que podem mudar bastante, conforme o contexto em que elas são empregadas. Mas vamos por partes…


Contexto

O dicionário define contexto como: a forma de ligação entre as partes de um todo. Assim, num texto que lemos, o contexto é a forma como as palavras se relacionam no texto, como se relaciona com o ambiente geral e mesmo com o próprio leitor.

Preste atenção, pois isso é importante: as palavras mudam de sentido, de acordo com tudo o que as envolve (o contexto). Parece besteira mas, dependendo do contexto, as palavras podem adquirir diferentes significados. Vamos fazer uma brincadeira, por exemplo, vamos considerar a expressão: partiu Santos.

  • Numa estação de trem, isso vai significar que o trem para Santos acabou de partir.
  • Num aeroporto, junto à família Santos, isso pode significar que o Sr. Santos acabou de partir para Londres.
  • Na cidade de Santos, isso pode significar que o time do Santos saiu para uma partida em outra cidade;
  • Num grupo de jovens, isso pode significar que o passeio para a cidade de Santos teve início.

Observe que essa mudança de significado ocorre devido às mudanças no contexto em que a expressão foi empregada.


Exercício

Vamos formalizar um pouco isso com um exercício-exemplo.

Leia o texto abaixo:

Com as minhas mãos exaustas e calejadas, concluirei a construção de minha casa, sinônimo de moradia segura; um quarto com uma cama, uma cozinha e uma sala, assim será o lugar onde descansarei e regozijarei ao findar de um tão árduo dia.

O que você entendeu do texto? Agora leia o texto abaixo:

Mergulhei em um mar de amargas lágrimas. Lágrimas essas, causadas pela ausência de uma mão amiga que me chame para a superfície segura do amor.

O que você entendeu do texto?

Agora, faça as seguintes atividades:

  1. Compare o significado da palavra mão, no primeiro e no segundo texto. É o mesmo? Explique.
  2. Considere o segundo texto, existe mar de lágrimas? Como a gente pode mergulhar num mar de lágrimas? O que o autor quis dizer?
  3. Ainda no segundo texto, você já viu uma mão amiga chamando alguém, fora do cinema? O que o autor quis dizer?

Regionalismo

É quando existe grupo específico de elementos linguísticos em uma localização geográfica delimitada. Explicando de uma forma mais simples: o regionalismo ocorre quando um mesmo idioma apresenta variações particulares a certas regiões.

Exemplos:

  • No Paraná se fala piá. Fora daí, não sabem o que significa. Eu achava que era um tipo de peixe e não uma outra palavra para menino.
  • No Rio Grande do Sul e nos grupos de gaúchos espalhados pelo país, eles empregam uma liguagem muito particular, com elementos que podemos não compreender.
  • O pessoal do Sul e do Nordeste do Brasil falam de forma muito diferente, a gente percebe uma enorme diferença no sotaque.
  • Na Bahia, quando perguntamos a alguém: você quer banana? A reposta pode ser: quero não, ao invés de não quero.

Regionalismo é, portanto, o uso de palavras específicas, a ocorrência de diversos sotaques e mesmo as diferentes formas de se combinar as palavras. Isso ocorre devido a fatores históricos, em geral, e em função da enorme extensão territorial do Brasil.


Dialetos

Essas pequenas diferenças no Português pelo Brasil deram origem aos dialetos brasileiros. Podemos destacar os seguintes:

  • Dialeto sulista: PR, SC e RS, podendo incluir também a Região Sudeste e parte da Centro Oeste.
  • Dialeto sertanejo: interior do Brasil, MT, MS, GO e parte de MG.
  • Dialeto nordestino: da Região Nordeste do Brasil, mas apresenta subdivisões.
  • Dialeto carioca: região metropolitana da cidade do Rio de Janeiro.
  • Dialeto gaúcho: RS e partes do PR e SC.

E há vários outros, essa é uma lista resumida.


E a comunicação, como fica?

Observe que as diferenças entre os dialetos brasileiros não é significativa, podendo haver fluência na comunicação entre os falantes. Isso não ocorre com dialetos de outros idiomas, como o Italiano.

Como essa comunicação acontece? Primeiro, não há diferença significativa entre as estruturas e palavras dos dialetos brasileiros. Para as poucas palavras acerca das quais não se conhece o significado, podemos deduzir qual é ele a partir do contexto!

Exercício: leia as frases e me diga o que você acha que é castelinha, macaxeira e aipim:

  • João adora duas coisas: feijão e bolo de castelinha.
  • João adora duas coisas: feijão e bolo de macaxeira.
  • João adora duas coisas: feijão e bolo de aipim.

Beijo do pai.

Advertisements

One comment

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s