Busca de energia e reprodução

Oi filha,

Para fechar nossa preparação para a primeira prova de Ciências, veremos que os seres vivos podem ainda ser classificados:

  • De acordo com a forma por meio da qual eles obtêm energia;
  • E também de acordo com o tipo de processo reprodutivo.

Seres autótrofos e seres heterótrofos

Para se manterem vivos, além da composição celular, os organismos precisam de energia, que pode ser obtida a partir dos alimentos ou da fotossíntese.

Os organismos podem ser classificados conforme o modo por meio do qual obtêm a energia necessária para sua sobrevivência:

  • Autótrofosseres vivos, como plantas e as algas que realizam a sua nutrição por meio da fotossíntese.
  • Heterótrofos: seres vivos, que buscam energia se alimentando de outros seres vivos pois são incapazes de produzir energia sozinhos.

Reprodução sexuada e reprodução assexuada

A reprodução é um dos fatores comuns a todas as espécies de seres vivos. Ter descendentes é importante para garantir a ocupação do ambiente e para se manter como espécie.

Caso não deixa descendentes, à medida que os indivíduos mais velhos vão morrendo, a espécie tende a desaparecer. Daí a imensa importância da reprodução para a manutenção da existência da espécie.

Reprodução sexuada: é caracterizada pela ocorrência de células especializadas (gametas) que ao se unirem formam um novo ser. Esta reprodução permite uma variabilidade das espécies, pois há recombinação genética.

Reprodução assexuadanão envolve gametas masculinos e femininos. Esse processo leva à formação de descendentes geneticamente iguais entre si e aos seus ancestrais, formando o que podemos chamar clone. Esse processo é mais comum em organismos mais simples (bactérias, protozoários, fungos e algas).

São cinco os processos mais conhecidos de reprodução assexuada:

  • Divisão binária: consiste na divisão de uma célula em duas células-filhas. Exemplo: bactérias.
  • Esporulação: reprodução por meio de esporos, célula especializada que é liberada, e um novo indivíduo se desenvolve quando as condições ambientais são favoráveis. Exemplos: briófitas e fungos.
  • Brotamento (ou gemiparidade): o corpo do indivíduo desenvolve brotos que, ao se separarem, assumem uma vida independente. Exemplos: hidra e violeta, respectivamente.
  • Fragmentação: fragmentos que se separam do corpo do indivíduo, regeneram-se e dão origem a novos seres, idênticos. Exemplo: planária.
  • Partenogênese: desenvolvimento se um ser a partir do gameta feminino sem que este tenha sido fecundado. Exemplo: zangão.
CD_III_07_i024_BIO-003
Reprodução assexuada: divisão binária, brotamento e divisão binária.
estrela
Estrela-do-mar: reprodução assexuada por fragmentação.

Beijo do pai!

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s