O imaginário sobre os oceanos

Oi filha,

A partir do século XV, sob a liderança de portugueses e espanhóis, os europeus começam um processo de globalização, chamada de Expansão Marítima (também conhecida como Grandes Navegações).

No mundo repleto de tecnologia em que vivemos, no qual podemos saber a posição de um avião em pleno voo, a partir da  Internet (duvida? veja este site), não podemos dimensionar quão espetacular foi essa realização. O desafio tecnológico para aquela época é similar ao desafio que hoje temos nas viagens espaciais. E, para complicar, ao lado dos desafios reais, havia os imaginários…


Tecnologia nas Grandes Navegações

Quando falamos de Expansão Marítima Europeia comumente encontramos referências aos perigos dos mares, à inexperiência dos navegadores e à inexatidão dos equipamentos…

Mas não devemos ter a impressão de que os europeus não tinham nenhum aparato tecnológico e que teriam se lançado aos mares ao acaso, sem visão e sem destino. Não foi bem assim…

Existe aquela conversa de que a chegada dos portugueses ao Brasil, que esses queriam ir às Índias e se perderam e acabaram chegando à América! Então, chegaram aqui por acaso? Claro que não!

Vimos que, com o Renascimento, houve grande desenvolvimento das ciências e, com ela, da tecnologia de navegação: cartografia, bússola, astrolábio e novos tipos de velas. Assim, a Expansão Maritima teve, sim, tecnologia associada.

astrolabio-grande-42941120102010152565056515053451x
Um astrolábio.

Imaginário sobre os oceanos

No entanto, ao lado desse desenvolvimento tecnológico, na época havia uma série de concepções imaginárias sobre os oceanos: Terra quadrada; mar tenebroso; monstros; zonas tórridas etc. A mentalidade dos europeus no século XV recheava os mares de perigos imaginários.

A principal disseminadora desses temores era a própria Igreja, que buscava concentrar em si o poder político e temporal. Esta situação começou a mudar com o Renascimento, permitindo o surgimento de novas leituras do mundo, que não a estritamente religiosa.

Mas durante as Grandes Navegações os europeus se depararam com novas e estranhas realidades. O oceano era um lugar imprevisível e as informações existentes eram muito precárias e supersticiosas.

monstros_marinhos
Monstros marinhos imaginados pelos europeus.

Assim, eles esperavam encontrar raças fantásticas como:

  • ciápodas (seres com um único e grande pé)
  • homens peludos, sem cabeça e que tinham os olhos nos ombros;
  • seres antropófagos (que comiam carne humana);
  • seres andrógenos (que possuíam os dois sexos);
  • sereias;
  • antípodas (criaturas com os pés virados para trás);
  • cinocéfalos (criaturas com corpo humano e cabeça de cachorro);
  • ciclopes (monstro com um único olho no meio da testa).
peoples-of-the-East-fs
Seres que os europeus esperavam encontrar no Novo Mundo.

Beijo do pai!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s