Trabalhando com mapas

Oi filha querida,

Há um critério da prova que eu simplesmente não compreendi bem:

  • Entender a proporção (escala) de espaços mapeados com base no estudo da Amazônia.

Enfeitaram o pavão e não disseram nada: francamente, assim não dá…

Como tem a ver com mapas, escalas e Amazônia, vamos trabalhar mesmo assim… Talvez a gente converse de coisas mais complicadas do que a matéria da escola, paciência… Mas eu acho que você vai se interessar, pois o mapas que escolhi são bem legais.


Mapas vitaminados

Já conversamos sobre mapas algumas vezes e, como você deve se lembrar, os mapas são representações gráficas da realidade. Caso precise recorde escalas cartográficas.

Com o desenvolvimento da tecnologia (satélites e aerofotogrametria), a qualidade e a precisão dos mapas cresceu muito. Quando unimos os mapas aos recursos de computação hoje existentes, podemos associar os mapas com diversas estatísticas, resultando em mapas muito mais ricos, em termos informacionais.

Essa combinação de mapas com estatísticas potencializa o estudo de uma região como a Amazônia, pois permite identificar particularidades e desafios.


Exercícios

Analise e comente os seguintes mapas (se quiser ampliar o mapa, clique no botão direito e abra a imagem num novo tab):

espacotempo

areas_protegidas_350dpi_ok

polos_madeireiros_g

Compare os dois mapas seguintes:

desmatamento_2007_prodes_350dpi1desmatamento_na_amazonia_legal_ate_2011_g

Observação

Caso queira ver mais mapas da Amazônia, visite o site do Imazon.

Beijo do pai!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s