Voltaire e Adam Smith

Oi filha querida,

Vamos conversar agora sobre dois importantes iluministas, cujas ideias causaram um enorme impacto à epoca e também nos dias de hoje:

  • Voltaire, que foi marcante na esfera política ao se colocar contra o absolutismo e contra o poder temporal da Igreja;
  • Adam Smith, que teve muita influência na economia ao estabelecer as bases do liberalismo econômico.

Voltaire

Voltaire (1694-1778) foi um dos filósofos que mais influenciou as revoluções francesa e americana, sendo um grande crítico da Igreja Católica e de sua relação com o Estado. Durante sua vida escreveu diversos ensaios, romances, poemas e até peças de teatro.

Voltaire fazia parte de uma família nobre francesa. Estudou num colégio jesuíta da França, onde aprendeu Latim e Grego. Em 1713, tornou-se secretário da embaixada da França na Holanda. Em virtude de uma disputa com um nobre francês, foi preso na Bastilha por cinco meses. Depois de ser libertado, exilou-se na Inglaterra, onde viveu de 1726 e 1728.

Retornou para a França em 1728 e começou a divulgar ideias filosóficas, que foram desenvolvidas no tempo em que viveu em Londres. Estas ideias baseavam-se, principalmente, nos pensamentos de Newton e John Locke.

Em 1734, publicou a obra Cartas Filosóficas, em que defende a liberdade ideológica, a tolerância religiosa e o combate ao fanatismo dogmático.

Voltaire foi defensor da liberdade de expressão e de religião, sendo classificado como um “polemista satírico” em sua época, por utilizar seus trabalhos para criticar a intolerância, as instituições e dogmas religiosos.

Seu nome de batismo era François-Marie Arouet e Voltaire foi o pseudônimo que utilizou em muitas de suas obras, a partir de sua prisão na Bastilha. Sabemos hoje que Voltaire utilizou ao menos outros 178 pseudônimos durante a vida.

Voltaire foi importante por suas ideias de rejeição aos dogmas da Igreja, especialmente àquele de que a humanidade teria surgido a partir de Adão e Eva, conceito defendido pela Igreja Católica e pelas outras duas grandes religiões abraâmicas patriarcais, o judaísmo e o islamismo. Por outro lado, Voltaire mostrou-se bastante simpático ao hinduísmo em virtude do respeito aos animais.

Em termos políticos, para Voltaire, a burguesia francesa era pequena e ineficiente, a aristocracia parasita e corrupta e a Igreja estática e opressora.

Voltaire desconfiou ainda da democracia, acreditando que esta serviria apenas para perpetuar a ignorância e o anafalbetismo existentes na França, pois seriam os próprios ignorantes e analfabetos a exercer essa democracia, sem conhecimento, nem experiência politica para dirigir os rumos da nação. Registre-se que, para Voltaire “democracia” significa democracia direta.

Inicialmente, Voltaire defendeu que seria necessário um rei iluminado para promover qualquer mudança significativa. Seria do interesse deste rei promover tal mudança, já que um povo vivendo em melhores condições e com melhor educação seria mais capaz de compreender o papel do rei neste cenário.

No entanto, após analisar o comportamento do rei Frederico II, o Grande, Voltaire concluiu que não havia esperança na monarquia, passando a defender que o povo francês deveria realizar as mudanças necessárias.

Principais destaques do pensamento de Voltaire:

  • Voltaire foi influenciado, no campo da ideias, pelo cientista Isaac Newton e pelo filósofo John Locke;
  • Defendia as liberdades civis (de expressão, religiosa e de associação);
  • Criticou as instituições políticas da monarquia, combatendo o absolutismo;
  • Criticou o poder da Igreja Católica e sua interferência no sistema político;
  • Foi um defensor do livre comércio, contra o controle do estado na economia.

Voltaire foi um importante pensador do Iluminismo francês e suas ideias influenciaram muito nos processos da Revolução Francesa e de Independência dos Estados Unidos. Voltaire é o homem símbolo do movimento iluminista.

Frases de Voltaire:

  • É difícil libertar os tolos das amarras que eles veneram.
  • A leitura engrandece a alma.
  • Todo aquele que desconfia, convida os outros a traí-lo.
  • O abuso da graça é afetação; o abuso do sublime, absurdo. Toda perfeição é um defeito.
  • O valor dos grandes homens mede-se pela importância dos serviços prestados à humanidade.
  • A guerra é o maior dos crimes, mas não existe agressor que não disfarce seu crime com pretexto de justiça.
  • Encontra-se oportunidade para fazer o mal cem vezes por dia e para fazer o bem uma vez por ano.
  • Que Deus me proteja dos meus amigos. Dos inimigos, cuido eu.
  • O preconceito é uma opinião não submetida a razão.
  • Tenho um instinto para amar a verdade; mas é apenas um instinto.
  • Como é horrível odiarmos quem desejávamos amar.
  • O meu ofício é dizer o que penso.
  • A primeira lei da natureza é a tolerância; já que temos todos uma porção de erros e fraquezas.
  • Devemos julgar um homem mais pelas suas perguntas que pelas respostas.
  • O acaso é uma palavra sem sentido. Nada pode existir sem causa.

voltaire_e_dificil


Adam Smith

Adam Smith (1723-1790) foi um economista e filósofo escocês. Considerado como aquele que mais contribuiu para a moderna concepção da economia de livre mercado. De acordo com seu livro mais importante, chamado de Uma investigação sobre a natureza e a causa da riqueza das nações, a riqueza das nações e dos indivíduos era fruto de seus interesses próprios (self-interest), sendo que o benefício coletivo desta postura egoísta não seriam autopercebidos.

Em suas próprias palavras, não é da benevolência do açougueiro, do cervejeiro e do padeiro que esperamos o nosso jantar, mas da consideração que eles têm pelos próprios interesses.

Smith era defensor do livre mercado, em que forças invisíveis fariam com que os comerciantes e industriais criassem novas tecnologias para o aprimoramento de seus produtos e serviços, esse clima de competição faria com que o preço das mercadorias caísse e houvesse geração de novos empregos.

Foi o trabalho de Adam Smith que ajudou a construir as disciplinas modernas de livre mercado e produziu um dos melhores tratados intelectuais sobre capitalismo e liberalismo (seu livro A riqueza das nações).

Adam Smith foi um critico da política da Inglaterra (e de outras metrópoles da época) para com sua colônia, os Estados Unidos. Segundo ele, os altos impostos e o monopólio iriam fomentar ira nos americanos, precipitando uma revolta contra a Inglaterra. A solução, de acordo com Smith, seria eliminar as medidas extremas de protecionismo e conceder participação política aos americanos.

Um conceito fundamental do pensamento de Adam Smith é o de que a economia deveria ser conduzida pelo livre jogo da oferta e da procura.

Outro conceito importante difundido por Smith foi a sua teoria “deixai fluir livremente” (laissez-faire). Essa teoria estabelecia que, ao contrário do se fazia na Europa do século XVIII, o livre mercado, sem um supervisor, como o Estado ou associações, seria mais eficiente para produzir riquezas.

A teoria de Adam Smith influenciou o começo da industrialização da Europa, tornando possível o predomínio do livre comércio e a emergência de empreendores. Adam Smith ficou conhecido também como o pai da Economia.

Após sua morte, descobriu-se que boa parte de sua fortuna havia sido destinada a obras secretas de caridade. Seus contemporâneos o descreveram como um intelectual excêntrico porém benevolente.

Principais destaques do pensamento de Adam Smith (denominado liberalismo econômico):

  • O Estado é legitimamente poderoso se for rico;
  • Para enriquecer, o Estado necessita expandir as atividades econômicas capitalistas;
  • Para expandir as atividades capitalistas, o Estado deve dar liberdade econômica e política para os grupos particulares.

Em pleno Iluminismo, Adam Smith tornou-se um dos principais teóricos do liberalismo econômico. Sua teoria baseava-se na ideia de que deveria haver total liberdade econômica para que a iniciativa privada pudesse se desenvolver, sem a intervenção do Estado. A livre concorrência entre os empresários regularia o mercado, provocando a queda de preços e as inovações tecnológicas necessárias para melhorar a qualidade dos produtos e aumentar o ritmo de produção.

Frases de Adam Smith:

  • A riqueza de uma nação se mede pela riqueza do povo e não pela riqueza dos príncipes.
  • Impostos que visem a prevenir, ou mesmo reduzir a importação, são evidentemente tão destrutivos das rendas alfandegárias quanto a liberdade de comércio.
  • No estágio adiantado da sociedade, portanto, são paupérrimas as pessoas que fazem comércio daquilo que os outros procuram como passatempo.
  • Nenhuma nação pode florescer e ser feliz enquanto grande parte de seus membros for formada de pobres e miseráveis.
  • Mas, mesmo que o trabalho seja a medida real do valor de troca de todas as mercadorias, não é por ele que seu valor é avaliado.

adam_smith_a_riqueza

Beijo do pai!

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s